Os matemáticos tem um novo campeão da categoria de maior número primo conhecido. O sujeito possui 23.249.425 dígitos e foi obtido ao se realizar o cálculo $$2^{77.232.917}-1$$. Anunciado em janeiro deste ano, o mais novo campeão tem quase um milhão de dígitos a frente do antigo rei.

Um número primo não pode ser dividido por nenhum outro número à exceção de si mesmo e do número 1.É comum pulularem os números primos com poucos algarismos, mas a ocorrência de números primos com muitos algarismos é algo insólito.

O responsável pelo novo representante da classe é Jonathan Pace, engenheiro elétrico americano da cidade de Germantown. O resultado foi alcançado com um software colaborativo, o GIMPS, que realiza buscas de números primos de Mersenne. Esta subcategoria de primos é resultado da subtração entre potências de 2 e o número 1.

Para encontrar números primos, os softwares devem testar se o aquele número pode ser dividido por algum outro número menor. Em geral, a realização de cálculos de divisão são dispendiosos e demandam grande tempo de computação. No entanto, segundo Pace, os números  de Mersenne são mais fáceis de serem encontrados, pois o software não precisa checar todos os divisores do número para determinar sua natureza de número primo.

A jornada do engenheiro teve início há 14 anos, quando da oferta de dinheiro para aventureiros que pudessem encontrar números primos com mais de 10 milhões de dígitos. Embora não tenha conquistado o prêmio, entrou de cabeça no hobby que, de acordo com ele, é muito divertido.

ScienceNews


Plenus

Apaixonado por ciências, música, línguas e teologia, adora adentrar nos mistérios da Rainha das Ciências, "linguagem pela qual Deus descreve o universo", diria Galileu Galilei.