Imagem combinada da supernova 1987A

Imagem da supernova 1987A é resultado da sobreposição de capturas feitas em diferentes comprimentos de ondas (Raios-X, Luz visível e Rádio).

ESA/NASA

A cor vermelha, no centro da imagem, foi obtida pelo ALMA (radiotelescópio), do ESO – Observatório Europeu do Sul, no Chile. Trata-se da formação de poeira cósmica no centro da supernova.

Os tons azul e verde revelam o impacto da onda de choque, resultante da explosão estelar, sobre o material no entorno da supernova. O verde representa o brilho da luz visível, capturada pelo Hubble (NASA). O azul marca a presença dos gases superaquecidos e é resultado da observação feito pelo telescópio Chandra (NASA), que captura as emissões de Raio-x.

A supernova 1987A localiza-se a 163.000 anos-luz da Terra, na Grande Nuvem de Magalhães, onde um verdadeiro berçário de estrelas está surgindo.

Hubble